English Spanish Brasil Français

Como visitar Paris sem passar por um turista

Publicado em março 18, 2014 por Abella | Categoria :

Paris Eiffel Tower

Em breve você visitará Paris mas não quer passar por um turista. Para tanto, vamos analisar primeiramente o comportamento dos parisienses, aliás o que quer dizer ser parisiense?

Ser parisiense significa ao mesmo tempo muita coisa e quase nada. Um parisiense deveria ter nascido em Paris, mas como é possível observar, pouquíssimas pessoas se encaixam nessa categoria. O parisiense seria então aquele que mora em Paris, mas atenção, esta pode ser uma condição necessária mas não suficiente, pois além do fato de morar em Paris, há todo um estilo de vida, hábitos e jeito de falar que definem o/a parisiense. Em primeiro lugar, saiba que os parisienses mesmos são os piores turistas que existem, quase não visitam sua cidade. Vamos tentar então descodificar os costumes do “homo parisinius” que lhe permitirão talvez desaparecer na massa durante sua visita… Ou não:

– O parisiense clássico é alguém relativamente apressado, então se quiser passar desapercebido, corra! Não demore muito após cada bela descoberta que fará na cidade, se apresse e galope o quanto puder, de qualquer forma você tem muitas coisas para ver.

– Não fique admirado com a beleza dos lugares (Torre Eiffel, Notre-Dame, Arco do Triunfo, margens do Sena, jardins das Tulherias, etc.), pois é, para desaparecer na massa faça como eles, não preste mais atenção!

– Não vá ao museu, bom ok talvez um, mas só um (o Louvre nesse caso) a menos que queira que sua máscara de não turista caia.

– Decore o mapa do metrô, pois como um verdadeiro-falso parisiense você deve poder se deslocar por entre as diversas linhas sem guia, ok, eu sei que não é fácil, mas você sempre pode pedir informação aos agentes da RATP, responsável pela maioria dos transportes na Île-de-France.

– Faça cara feia e acima de tudo não demonstre alegria em descobrir uma cidade tão histórica e que transborda de lugares mágicos, não sorria por aí.

Você deve ter percebido, este artigo não deve ser levado a sério, mas pode ajudá-lo a visitar Paris com mais tranquilidade, não deixe de aproveitar profundamente sua estadia para descobrir todas as belas coisas que Paris tem a lhe oferecer. Como dizia o autor francês Sacha Guitry: “Ser parisiense não é ser nascido em Paris, é lá renascer”, então sinta-se livre para ser parisiense durante um dia ou mais se desejar, e principalmente se conseguir sentir esse algo mais ao visitar a cidade, que faz com que sempre amaremos Paris…

Deixe uma resposta