English Spanish Brasil Français

Os museus parisienses sobre os quais você não ouvirá falar necessariamente

Publicado em abril 25, 2014 por Adrian | Categoria :

Paris é frequentemente sinônimo de visitas ditas culturais com seus museus clássicos, mas e os museus insólitos? Hoje propomos que descubra esses museus sobre os quais você não ouvirá falar necessariamente mas que têm muito a lhe ensinar. Assim, selecionamos para você cinco museus originais.

Musee annees 30

O museu da contrafação

Museu incomum inaugurado em 1951, situado no 16 rue de la Faisanderie no 16° arrondissement. Uma enorme quantidade de objetos falsificados da Antiguidade até os dias atuais é apresentada, lhe permitindo medir a dimensão desse fenômeno. Você também aprenderá mais sobre as sanções e tudo o que diz a lei sobre isso. Sem dúvidas sairá de lá com um olhar muito mais crítico sobre os objetos à sua volta.

O museu dos esgotos

Próximo a diversos locais conhecidos (a pont de l’Alma e o famoso Quai d’Orsay, endereço do Ministério das Relações Exteriores), esse museu conta a história dos esgotos de Paris e de toda essa rede subterrânea frequentemente ignorada, mas que também ajuda a moldar Paris do seu jeito. Você descobrirá tudo sobre os esgotos e aprenderá também sobre o saneamento da água.

O museu da boneca

Apesar do nome, não é voltado apenas para as crianças, os adultos também irão apreciá-lo. Museu privado fundado por dois colecionadores, propõe a descoberta das bonecas dos séculos XIX e XX. Exposições temáticas e animações também são propostas, mas o que é mais improvável, lá você encontrará um “médico” para os seus brinquedos danificados.

O museu da vida romântica

Antiga residência do pintor Ary Scheffer, instalado no 9° arrondissement, esse museu abriga os trabalhos de um dos mestres do romantismo à francesa, mas há também todo um universo dedicado a George Sand, escritora e amiga do pintor. Não deixe de visitar esse local autêntico e único.

O museu do erotismo

Com um nome apropriado, voltado ao erotismo em todos os gêneros, esse museu recente (apenas vinte anos), o espera em pleno bairro de Pigalle para revelar seus segredos. O erotismo é
apresentado por meio de diversas formas e locais: nos bordéis, na arte sagrada, etc. e sugerimos que vá conferi-lo.

Essa é apenas uma amostra, naturalmente. Abra bem os olhos e os ouvidos, há muito ainda para se conhecer em Paris… De qualquer forma esperamos ter lhe dado vontade de sair dos caminhos habituais e partir em busca de locais ainda desconhecidos mas que valem muito a pena! E como dizem, a vida toda não é suficiente para descobrir Paris inteira.

Deixe uma resposta