English Spanish Brasil Français

As 10 obras mais imperdíveis do museu do Louvre

Publicado em junho 3, 2016 por Abella | Categoria :

Entre os maiores museus do mundo, o Louvre é cheio de obras-primas de todas as épocas, de estilos artísticos e origens geográficas.
Segue abaixo uma seleção de obras imperdíveis do Louvre: das mais clássicas às mais originais, onde a figura feminina está, muitas vezes, em primeiro plano.

1. A Vitória de Samotrácia

A Vitória de Samotrácia é uma escultura grega do período helênico que representa a deusa Nike, personificação da vitória, colocada na proa de um navio. Com uma altura total de 5,57 metros, foi realizada cerca de 190 antes de Cristo na Ilha de Samotrácia, no Norte do Egeu, na Grécia.

Vitória de Samotrácia

2. A Vênus de Milo

A “Vênus de Milo” é uma famosa escultura grega do fim do período helênico (cerca de 100 A.C.) que representa a deusa Afrodite (Vênus na mitologia romana). Foi descoberta na ilha de Milos, nas Cíclades, na Grécia.

Vênus de Milo

3. A Mona Lisa

A Mona Lisa (chamada de Monna Lisa ou a Gioconda) é um retrato de Lisa Gherardini, esposa de Francesco del Giocondo, realizado por Leonardo da Vinci entre 1503 e 1506.
A estrela do museu do Louvre é mantida atrás de um vidro para protegê-la e facilitar sua conservação. Objeto de arte mais visitado no mundo, mais 20.000 pessoas vêm admirá-la e fotografá-la todo dia.

Mona Lisa

4. Bodas de caná

Bodas de caná, de Paolo Veronese, representam o primeiro milagre de Cristo, em que ele transformou a água em vinho em um banquete de casamento. O episódio sagrado é transposto ao ambiente de fausto de um casamento veneziano. A mais imponente obra do Louvre por suas dimensões (70 m2), esta tela foi concebida para decorar um refeitório beneditino em Veneza.

Bodas de caná

5. A Sagração de Napoleão

A Sagração de Napoleão foi concebida em 1806-1807 por Jacques Louis David. A pintura representa a sagração de Napoleão I e a coroação da imperatriz Josefina na catedral de Notre Dame de Paris, em 2 de dezembro de 1804. Uma réplica quase idêntica da obra pode ser admirada no Castelo de Versalhes.

A Sagração de Napoleão

6. A balsa da medusa

A balsa da Medusa foi pintada em 1818-1819 por Théodore Géricault. Ela representa o naufrágio da fragata Medusa, que encalhou na costa da Mauritânia em julho de 1816.

A balsa da medusa

7. A Liberdade Guiando o Povo

A Liberdade Guiando o Povo é uma tela de Eugène Delacroix, concebida em 1830. Inspirada na revolução dos Três Gloriosos, a figura alegórica de uma mulher que leva a bandeira francesa foi muitas vezes escolhida como símbolo da República francesa ou da democracia.

Liberdade Guiando o Povo

8. A Estátua de Aïn Ghazal

A mais antiga obra conservada no museu do Louvre, esta estátua de forma humana de mais de 9000 anos é procedente de escavações realizadas em Aïn Ghazal na Jordânia. Descoberta em 1985, ela data do período Neolítico pré-cerâmico, 7° milênio, e foi realizada em gesso de gipsita. As pálpebras e pupilas foram feitas em betume.

Estátua de Aïn Ghazal

9. A Grande esfinge de Tanis

A esfinge é um ser monstruoso, com corpo de leão e cabeça de rei. Nos templos, tem um papel de vigia e de protetor. Ela tem as inscrições dos nomes dos faraós Amenemhat II (1929-1895 A.C.), Merneptá (1212-1202 A.C.) e Chéchonq I (945-924 A.C.). Certos arqueólogos datam esta estátua da época mais antiga do Antigo Império (cerca de 2600 A.C.).

Esfinge egípcia

10. Os Touros alados de Khorsabad

Estes touros androcéfalos alados representam gênios protetores que eram os vigias de certas portas da cidade e do palácio de Khorsabad, na Mesopotâmia. Nascidos da combinação entre uma cabeça de homem, corpo de touro e asas de um pássaro, asseguravam uma proteção contra qualquer eventual inimigo na criação da cidade, em 713 A.C.

Touros alados

Desfrute das visitas guiadas do Louvre oferecidas pela PARISCityVISION para descobrir ou redescobrir estas obras-primas, comentadas por um guia profissional ou com um guia em áudio. Boa visita!

Deixe uma resposta